O início de uma obra começa com a definição do que será construído, a reserva de capital para realizar tal empreendimento e a pesquisa pelos profissionais que serão responsáveis por colocar o plano em prática. Essa última etapa protagoniza muitas das pesquisas registradas em sites de buscas e questionamentos de quem quer construir ou reformar. Qual profissional devo contratar? Qual a diferença entre um arquiteto e um engenheiro? Quem deve ser acionado primeiro? Eu devo escolher entre um e outro ou contratar os dois? O pedreiro de confiança da família consegue resolver todos os meus problemas?

Durante muito tempo existia uma ‘rixa’ entre arquitetos e engenheiros civis, essa foi amenizada a partir da criação do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo), em que os arquitetos saíram do Conselho de engenharia (CREA) e passaram a ter suas funções mais claramente definidas. Segundo entrevista para o jornal Gazeta do Povo em 2011¹, o professor do curso de engenharia civil da Universidade Positivo Cláudio Kruger, discorre que o arquiteto é responsável pelo planejamento e a funcionalidade dos espaços, além de questões relacionadas a estética. Enquanto o engenheiro civil direciona o seu trabalho para parte de dimensionamento de vigas e pilares, cálculo de cargas, instalações hidráulicas e elétricas.

Em 17 de julho de 2013 entrou em vigor a Resolução n° 51 do CAU² que estabelece as atribuições exclusivas de arquitetos, tais como: projeto arquitetônico de edificação ou reforma, projeto urbanístico, projeto de sistema viário, projeto de arquitetura de interiores, projeto de arquitetura de paisagismo, entre outros que se encontram disponibilizados no site do Conselho. Essa resolução e muitas outras serviram para derrubar o mito de que arquiteto só faz obra até uma metragem específica ou número de pavimentos, ou que arquiteto não acompanha obra e só fica no escritório. Desde que o profissional seja capacitado não existe limite de metragem ou pavimento, e sim, existem obras específicas que apenas engenheiros podem fazer, tais como pontes, viadutos e estradas.

A escolha do profissional a realizar uma edificação irá depender do tipo da obra que será feita, uma construção completa precisa da presença de todos os profissionais e principalmente que haja comunicação entre eles. Na hora de construir consulte bem os profissionais e suas especialidades. Uma boa equipe faz toda a diferença.

 

 

¹ CAMPOS, Marcela. As diferenças e semelhanças entre engenheiros e arquitetos. <https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/vida-na-universidade/carreira/as-diferencas-e-semelhancas-entre-engenheiros-e-arquitetos-b45ypxgofke0x8vtcprc5jx3i> acessado em 5/06/2018.

 

² Resolução N° 51 CAU <http://www.caubr.gov.br/caubr-define-atividades-que-so-podem-ser-realizadas-por-arquitetos-e-urbanistas/> acessado em 19/06/2018.